FCC prepara oferta de redes abertas em leilão

A FCC (Federal Communications Commission) está recolhendo contribuições para as normas do edital do leilão das sobras de freqüências antes usadas pelas redes de TV norte-americanas e agora disponíveis para as telecomunicações. São as freqüências que deixarão de ser usadas no dia 17 de fevereiro de 2008, quando haverá o switch off das transmissões analógicas de TV nos Estados Unidos.
O leilão está previsto para janeiro de 2008 e deve render aos cofres da FCC de US$ 15 bilhões a US$ 20 bilhões. A questão de como vender essas faixas é hoje o centro dos debates entre diferentes perfis de empresas. A batalha envolve companhias de software e start ups contra teles, congressistas republicanos versus democratas, e operadoras de telefonia contra empresas de cabo. Para complicar as coisas, a polícia e outras organizações de segurança querem reservar uma porção do espectro para uma grande rede pública nacional. O FCC também quer reservar um terço da freqüência disponível para a chamada ?rede aberta?, que permitiria o uso de qualquer dispositivo móvel ou serviço, independente da operadora ou provedores. A idéia é considerada bem-vinda por empresas como o Google, Yahoo, Skype e Intel, e execrada pelas operadoras como Verizon Wireless e AT&T. A entidade está ouvindo todas as partes interessadas e finaliza o edital no final deste mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.