GSMA pede neutralidade digital, não apenas neutralidade de rede

A discussão sobre neutralidade de rede é importante mas não encerra a questão em torno do acesso democrático e justo à Internet e seu conteúdo. Para a GSMA, associação que representa os interesses de operadoras móveis e fabricantes de equipamentos de telecom, é preciso debater também o que chama de "neutralidade digital", um conceito mais amplo, que abrange não apenas a neutralidade da rede, mas de todo o seu conteúdo e dos serviços OTT (over the top). O recado foi passado pelo diretor de regulamentação e assuntos governamentais da GSMA, Tom Phillips, durante a abertura do evento Mobile 360, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 13.

Notícias relacionadas
"Para trocar de operadora móvel é fácil e você ainda leva o seu número. Mas e se você quiser trocar de sistema operacional do seu smartphone, passar de iOS para Android e levar todas as suas fotos e músicas? É um pesadelo", comparou Phillips. Ele citou também o exemplo de envio de mensagens de texto no iPhone. Se a mensagem é enviada para alguém que tem iPhone, o fundo do texto é azul. Se for para alguém sem iPhone, é verde. No primeiro caso, usa-se o serviço iMessage da Apple. No segundo, é um SMS. Para o usuário é praticamente indiferente, mas a estrutura por trás é distinta. "Por trás de cada caminho há mundos complemente diferentes. Um totalmente regulado, outro não", criticou.

Para Phillips, embora o investimento das operadoras móveis continue alto, os ativos mais valorizados hoje não são as redes, mas as informações coletadas dos consumidores, como a sua localização, as suas compras etc. Para o executivo da GSMA, a regulamentação deve refletir essa nova realidade. No entender da indústria móvel, não é justo que o setor de telefonia celular seja altamente regulado, enquanto as plataformas digitais, não. O lema agora é "mesmos serviços, mesmas regras".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.