TIM volta a defender compartilhamento de backhaul

Depois do compartilhamento de sites e torres para instalação de ERBs, o próximo passo das operadoras brasileiras será o compartilhamento do backhaul. A ideia é defendida pela TIM como forma de reduzir os custos da rede. A divisão do backhaul pode gerar uma economia de até 10% do TCO (total cost of ownership) de uma rede móvel, afirmou a gerente de inovação e tecnologia da TIM, Catarina Reuter, durante palestra no 10º Rio Wireless, nesta quinta-feira, 13, no Rio de Janeiro.
Nenhum contrato foi assinado ainda pela TIM com outras operadoras com o objetivo de compartilhar backhaul, mas a companhia pretende levar essa ideia para frente em um futuro próximo. No exterior, algumas operadoras móveis compartilham até mesmo os equipamentos de rádio e as controladoras, comentou Catarina. Apenas o core e as plataformas de serviço permanecem sob uso exclusivo de uma única operadora.
4G
A TIM espera que no leilão de 2,5 GHz não haja metas de cobertura obrigatórias como houve na licitação de 2,1 GHz. A operadora entende que a nova faixa, que deve ser utilizada para a implementação da 4G no País, deverá cobrir apenas as áreas onde haja demanda pelo serviço e onde exista infraestrutura de backhaul que suporte o grande volume de tráfego de dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.