Fusão SBC/Ameritech II

Grande parte dos analistas consultados pela imprensa internacional vêem na fusão das duas operadoras um retrocesso à época em o sistema Bell controlava toda a telefonia americana, ou "um oligopólio de leviatãs", nas palavras de Rob Rich, do Yankee Group. Muitos deles aproveitaram também para criticar a compra, deduzindo que, por trás dela, haveria a intenção de usar o poder econômico para resistir à competição de empresas menores, movidas por tecnologias inovadoras como a telefonia IP. Neste caso, o tiro eventualmente sairia pela culatra. Outros analistas, porém, acreditam que a fusão pode, de fato, estimular a competição, além de valorizar as ações de outras operadoras locais, especialmente as independentes. Outra opinião corrente é a de que a AT&T será pressionada a reagir, sob o risco de perder terreno na telefonia de longa distância doméstica. Há quem aposte numa fusão da AT&T ou com a GTE ou com a Bell Atlantic.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.