Publicidade
Início Newsletter Migração da banda C estendida focará nos lugares onde 5G será ligado...

Migração da banda C estendida focará nos lugares onde 5G será ligado primeiro

Espectro, frequência, faixa. Foto: Pixabay

Na quinta reunião do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na Faixa de 3.625 a 3.700 MHz (GAISPI), realizada nesta quarta-feira, 13, foram aprovados novas etapas sobretudo para a limpeza do espectro, mantendo-se a expectativa de que os prazos do edital do leilão do 5G sejam cumpridos. Neste caso, tanto com relação à migração das TVROs (TV aberta captada por parabólica) quanto a banda C estendida.

Neste último caso, que afeta equipamentos profissionais das emissoras, foram aprovadas diretrizes para que a Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF) avance nas atividades necessárias para garantir a implantação das redes 5G nas capitais. O comunicado não detalha quais são essas diretrizes, mas diz que isso garantirá que a EAF “possa focar suas ações nas regiões das capitais onde as estações do 5G serão inicialmente implantadas”.

Segundo a Anatel, a reunião do GAISPI aprovou diretrizes para o processo de migração da banda C para a Ku, além de especificações técnicas dos kits da migração. Ou seja, o grupo optou pelo codec de vídeo H.265, que possibilita arquivos com maior eficiência de compactação – e, por conta disso, melhor aproveitamento do espectro. Assim, os receptores satelitais terão que ser compatíveis com esse padrão.

Notícias relacionadas

Também foi aprovado o plano de comunicação para a campanha do processo de migração e desocupação. A expectativa é que essa campanha seja elaborada ao longo das próximas semanas. 

O comunicado ressalta que “os documentos foram aprovados por consenso, demonstrando o bom andamento das discussões e o compromisso dos membros do grupo com o sucesso do projeto. Com as diretrizes e premissas recém aprovadas, espera-se que os prazos estabelecidos no Edital possam ser cumpridos.”

O GAISPI, que é presidido pelo conselheiro Moisés Moreira, deverá tem a próxima reunião ordinária marcada para o dia 11 de maio. Porém, já está prevista uma reunião extraordinária para o dia 20 de abril, apenas para discutir as diretrizes para a mitigação de interferências das estações de serviço fixo por satélite (FSS) que operam acima da faixa de 3,7 GHz. 

2 COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário Cancelar resposta

Sair da versão mobile