Serviços de telecomunicações recuam 1,8% em fevereiro

Os serviços de informação e comunicação recuaram 1,5% no mês de fevereiro frente a janeiro deste ano. O pior resultado foi no segmento de serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias, que despencaram 3,6% no período, seguido de telecomunicações, que caiu 1,8%. Os serviços de TIC variaram negativamente em 1,7% e os de TI avançaram em 0,8%.

No ano, a queda dos serviços de informação e comunicação é de 0,1%, sendo de 5% o recuo do segmento de serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias, conforme aponta a Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada nesta quinta-feira, 13, pelo IBGE. Nos dois meses de 2017, o segmento de serviços de telecomunicações recuou 0,4%, enquanto os serviços de TIC (1,1%) e TI (5,5%) tiveram resultados positivos.

Em 12 meses, os serviços de informação e comunicação apresentaram resultado negativo em 2,6%. O segmento de audiovisuais, de edição e agências de notícias teve o pior resultado, com queda de 7,3% e o de telecomunicações, com recuo de 2,9%. Os serviços de TIC caíram 1,9% no período e os de TI avançaram 1,6%.

O setor de serviços como um todo apresentou no mês de fevereiro um crescimento de 0,7% no volume de serviços prestados frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, após ter registrado crescimento de 0,2% em janeiro (revisado) e de 0,6% em dezembro. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, o setor apontou queda de 5,1%, após ter registrado quedas de 3,5% (revisado) em janeiro e de 5,7% em dezembro. Com esses resultados, a taxa acumulada no ano ficou em de decréscimos de 4,3% e, em 12 meses, 5,0%.

A receita nominal em fevereiro registrou variação de 0,2% em relação a janeiro, na série livre de influências sazonais, e a variação sem ajuste sazonal ficou em 0,5%, na comparação com mesmo mês do ano anterior. A taxa acumulada no ano ficou em 1,3% e, em 12 meses, 0,0%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.