Publicidade
Início Teletime Para Nielsen, conteúdo no celular precisa melhorar e ser gratuito

Para Nielsen, conteúdo no celular precisa melhorar e ser gratuito

Para o vice-presidente de mobile media da Nielsen, Jeff Herrmann, o usuário de telefonia celular teria tudo para ser um ávido consumidor de conteúdos móveis. No entanto, isso não está acontecendo. "O usuário de celular assiste a mais televisão do que a média e gosta mais de consumir conteúdos em mídias como DVRs (gravadores digitais) e internet. Mas ele ainda consome muito pouco conteúdo audiovisual móvel. Nos EUA, ainda que 36% dos celulares tenha capacidade para vídeo, só 13% da base usou uma vez o serviço e apenas 3% a 4% efetivamente usam esse recurso constantemente", disse, apresentando conclusões das pesquisas recentes feitas com esse tipo de usuário. A explicação, segundo constatou a Nielsen, é que o conteúdo disponível ainda é de baixa qualidade no geral, e percebido como muito caro. "É preciso mais conteúdo de qualidade e de graça para o assinante". Sobre o modelo que viabilizaria esse conteúdo gratuitamente, Herrmann não tem dúvidas: publicidade. "O mercado de publicidade cresce em todo o mundo e a fatia de mídias digitais também. Então, não há razão para que os conteúdos em celular não se beneficiem disso", disse o executivo, que participou do Mobile World Congress, que acontece esta semana em Barcelona.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile