Claro e Microsoft anunciam parceria para cobrança de apps na fatura telefônica

A Claro e a Microsoft anunciaram nesta terça-feira, 13, parceria para permitir a cobrança de compra de aplicativos e conteúdos da Windows Store para smartphones Lumia na fatura do cliente da operadora ou com descontos nos créditos de pré-pagos. É o chamado "carrier billing". Com isso, as empresas esperam poder popularizar o serviço, já que não é necessário registro prévio ou possuir cartão de crédito.

Notícias relacionadas
De acordo com a Microsoft, o Brasil é o décimo país na América Latina a contar com esse tipo de cobrança na Windows Store. Em comunicado, a companhia afirma ainda que a iniciativa poderá ajudar desenvolvedores com a monetização de aplicativos. Atualmente, a Windows Store conta com 560 mil aplicativos, crescimento de 66% na quantidade de programas em relação ao mesmo período do ano passado.

Análise

O carrier billing é especialmente importante em mercados emergentes como o Brasil, onde a baixa penetração de cartão de crédito é uma das barreiras para a comercialização de conteúdo móvel em lojas de aplicativos. A maior dificuldade, contudo, para a formalização de acordos de carrier billing no Brasil é a definição dos percentuais de repartição da receita entre teles, lojas de aplicativos e desenvolvedores. O percentual que as lojas retêm na venda por cartão de crédito é muito menor do que aquele que as operadoras costumam cobrar para o uso do seu sistema de billing. Claro e Microsoft, pelo visto, conseguiram equacionar a questão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.