Alcatel-Lucent realinha operações e demite 6 mil

A Alcatel-Lucent anunciou nesta sexta-feira, 12, um plano de realinhamento estratégico com o objetivo de cortar custos e concentrar esforços nos segmentos de negócios mais rentáveis. A companhia espera chegar ao quarto trimestre do ano que vem com uma economia de aproximadamente 750 milhões de euros em taxa cambial constante, sendo aproximadamente um terço com custo de mercadorias e dois terços com pesquisa e desenvolvimento e custo das operações. Como parte dessas iniciativas, a Alcatel-Lucent também pretende reduzir em aproximadamente mil o número de gerentes e em cinco mil o número de temporários.
Para o ano de 2009 a Alcatel-Lucent espera uma queda entre 8% a 12%, em taxa cambial constante, no mercado de equipamentos de telecomunicação e respectivos serviços, mantendo sua participação no mercado estável. Como resultado da queda esperada no volume e visto que o aprimoramento da margem bruta só irá se materializar perto do final do ano, a previsão inicial da companhia é chegar a um lucro operacional ajustado próximo ao ponto de equilíbrio em 2009.
Entre as áreas de negócios que a empresa pretende focar os investimentos estão redes IP, ópticas, banda larga, IMS e EVDO/CDMA, bem como LTE e W-CDMA. A Alcatel-Lucent fará parcerias, irá colaborar e participar da consolidação da indústria, a fim de reduzir os gastos com WiMAX, CPE, núcleo clássico, portfólio de rede de próxima geração fixa baseada em não-IMS e alguns aplicativos legados. No final do anúncio, que aconteceu em Paris, segundo a agência Reuters, o presidente da companhia, Ben Verwaayen, teria dito que a empresa abandonará totalmente o mercado de WiMAX.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.