Fox mantém oferta OTT via parceiros; nem todos têm SeAC

A Fox informa que, apesar de ter suspendido a comercialização do Fox+ e Fox Premium na modalidade de venda direta ao consumidor por meio das lojas de aplicativos App Store e Google Play, os serviços continuam disponíveis para serem assinados por meio de parceiros. Segundo o site da Fox, a lista de serviços autorizados a comercializar o app são:

Algar Telecom, Claro, Vivo, Sky,  NeoTV (presume-se que as associadas), Oi TV, UOL, Brisanet, TIM, Sumicity e Conectcor.

O site também dá destaque para as operadoras móveis TIM, Vivo e Nextel (recentemente adquirida pela Claro). Note-se que nem todas estas empresas parceiras têm outorgas do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC), como UOL e TIM. A cautelar emitida pela Anatel contra a Fox no primeiro semestre, limitando a oferta de conteúdos lineares diretamente ao assinante, exigia a comercialização por meio de um operador de SeAC, mas a Fox conseguiu suspender liminarmente a determinação da agência. Especula-se contudo que a mudança de estratégia da Fox esteja muito mais associada à estreia do serviço Disney+ no Brasil, prevista para 2020, do que a qualquer questão regulatória. O fato de ter mantido a comercialização dos serviços por meio de parceiros sem outorga de SeAC reforça esta hipótese.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.