Seaborn Networks utilizará solução da Amdocs para monetizar cabo NY-SP

A operadora de sistemas submarinos Seaborn Networks selecionou a Amdocs para fornecer plataforma de gerenciamento e comercialização de produtos para monetizar a infraestrutura do Seabras-1, que ligará os Estados Unidos ao Brasil. O cabo terá pontos de presença (POPs) em Nova York e Santos (SP) e deverá ser concluído no segundo trimestre de 2017.

De acordo com a fornecedora, a solução Optima, anunciada junto com a parceria nesta segunda, 12, permitirá à Seaborn utilizar novos modelos de precificação e gerenciar o relacionamento com clientes desde o primeiro contato até o pagamento, dentro de um contrato de serviços gerenciados com sete anos de duração. Com a plataforma, a Amdocs espera também entrar em segmentos de médio porte, como operadoras móveis virtuais (MVNOs).

A rota submarina da Seaborn está sendo construída pela Alcatel-Lucent Submarine Networks, agora parte da Nokia, com cabos de fibra apagada para rotas metropolitanas e de backhaul no fim de cada ponta. O Seabras-1 utilizará seis pares de fibra com capacidade inicial máxima de 72 Tbps. A rota incluirá ramificações instaladas com certos pares de fibra em Halifax (Canadá); Ashburn, Miami e St. Croix (EUA); Fortaleza e Rio de Janeiro; e Las Toninas (Argentina). Microsoft, Tata Communications, Netell Telecom e Citatel Dutos e Fibras Ópticas já anunciaram ter comprado capacidade do cabo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.