Banco Rothschild será assessor financeiro na venda da Copel Telecom

Controladora da Copel Telecom, a estatal paranaense Copel anunciou em comunicado enviado ao mercado nesta quinta-feira, 11, a contratação do Banco Rothschild para o posto de assessor financeiro que auxiliará os estudos "sobre o potencial da alienação de controle da subsidiária" de telecomunicações. Já o escritório de advocacia Cescon Barrieu foi escolhido como assessor jurídico do processo.

Conforme adiantado por este noticiário em abril, a formalização do processo de venda da Copel Telecom era uma questão de tempo, visto que a empresa já havia iniciado análise interna para desinvestimento de ativos não-estratégicos e a busca de um advisor. Uma vez definidos os responsáveis pela condução do processo, deve ser avaliado o modelo que atraia mais candidatos ao leilão, que possivelmente acontecerá no final do ano; as opções vão desde a venda completa até à venda de uma participação, mas necessariamente com alienação do controle. "A companhia manterá seus acionistas e o mercado em geral informados sobre o andamento das atividades, de acordo com a legislação e regulamentação aplicáveis", afirmou a Copel no comunicado.

A rede de fibra ótica da Copel Telecom tem 34 mil km, praticamente toda no Paraná (a fibra chega a 399 municípios), e em 85 cidades está ramificada também com redes metropolitanas, pelas quais oferece serviço de banda larga residencial com FTTH. Em 2018, a provedora de telecom teve receita operacional líquida de R$ 433 milhões, Ebitda de R$ 122 milhões e lucro de R$ 34 milhões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.