SMS ainda tem força no mercado corporativo, diz Telefónica

O SMS ainda é um serviço com fôlego, pelo menos para o mercado corporativo, segundo estudo da matriz espanhola Telefónica divulgado nesta terça-feira, 12. A empresa diz que o uso da ferramenta como canal de comunicação continuará a crescer nos próximos dez anos com mensagens corporativas, ou seja, enviadas por empresas para pessoas (A2P). Tanto que o segmento aumentou 22% em escala global entre 2014 e 2015, com destaque para mercados em desenvolvimento como América Latina e Ásia, onde 8,3 trilhões de mensagens de texto enviadas anualmente.

Como fatores críticos, a Telefónica cita a possibilidade de alcançar virtualmente todos os modelos de celulares no mundo, com uma taxa de leitura de 90% "em minutos", o que a torna mais adequada para alcançar consumidores com amplitude geográfica e demográfica. No comunicado, o diretor global de mensagens da empresa, James Lasbrey, declara que a plataforma está estabelecida há 20 anos e que, embora o mercado já conte com aplicativos gratuitos como WhatsApp, Snapchat e Facebook Messenger, o potencial do SMS para negócios é "inalcançável". Diz ainda que espera ver uma adoção em grande escala do A2P para além de 2025.

A companhia cita ainda estudo da Ovum, que estima crescimento do A2P para 2,19 trilhões de mensagens e US$ 50 bilhões em receitas até 2018 com a adesão de pequenas e médias empresas e entidades governamentais.

Notícias relacionadas

Apesar da tendência otimista da Telefónica, a companhia reconhece que o uso do SMS entre usuários (P2P) continua a cair e vai se mostrando como um fluxo de receitas "cada vez menos importante" para teles. Ainda assim, prevê que o volume de A2P será crescente, "gerando muito mais receita para operadoras móveis do que tráfego com mensagens de dados".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.