Ministro diz que interrupção das vendas da TIM é o último recurso

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, foi mais comedido nesta quinta-feira, 12, em relação a uma eventual suspensão de vendas do serviço da TIM. Na última quarta, 11, em um evento da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE), o ministro afirmou que as frequentes reclamações sobre a qualidade do serviço da operadora poderia levar a Anatel a suspender as vendas da operadora. Desta vez, o ministro foi mais comedido. "Este (a suspensão) seria o último recurso", disse ele.

Notícias relacionadas
Bernardo disse que o governo vem recebendo diversas reclamações da operadora, principalmente em "seis ou sete Estados" e que a Anatel deve dar um prazo para que a empresa melhore o serviço.

No Distrito Federal, a Justiça acatou o pedido do Ministério Público e determinou que a empresa altere suas peças publicitárias com os dizeres "navegação ilimitada" e "TIM sem Fronteiras", por considerá-las enganosas. Mas os problemas de rede parecem estar concentrados no Nordeste, a julgar pela quantidade de determinações judiciais que obrigaram a empresa a suspender as vendas. Do começo do ano até agora, as Justiças de Alagoas e de Pernanbuco ordenaram a interrupção da venda de novos planos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.