Produtores de conteúdo aceitam convergência, mas sentem falta de modelos viáveis

Nos últimos anos, produtores de conteúdo e operadores de TV por assinatura se adaptaram aos poucos à realidade da distribuição multiplataforma, por meio de Internet, dispositivos móveis e outros. Hoje, não existem mais resistências significativas a essa realidade. Por outro lado, ainda não é possível dizer que a indústria audiovisual encontrou um novo modelo para substituir os modelos existentes. Esse foi o tom de um dos paineis da NCTA Cable 2010, o maior evento de TV por assinatura dos EUA, que acontece esta semana em Los Angeles.
"Antes, tínhamos uma fonte de receita, que era a publicidade. Hoje temos 20 fontes de receitas, mas todas rendem centavos, enquanto a publicidade ainda é o que paga a conta", disse o presidente e CEO da CBS, Leslie Moonves. Para Moonves, todas as formas de distribuição de conteúdos agregam valor para os produtores de conteúdo, "exceto os DVRs", disse, em referência aos gravadores digitais.
Em linha parecida está a Fox Filmed Entertainment. Para o chairman e co-CEO da empresa, Tom Rothman, é ótimo para os provedores de conteúdos que eles estejam disponíveis em várias plataformas. "Mas mais importante é que sejamos remunerados por essa ubiquidade", disse. O grupo News Corp, de Rupert Murdoch, tem sido um dos grupos de mídia mais agressivos em suas críticas à falta de modelos viáveis para os conteúdos digitais.

Notícias relacionadas
O grupo Time Warner Inc. é o que parece estar menos apreensivo com relação ao futuro. "O surgimento da novas plataformas, como a distribuição sob demanda (VOD), a Internet, tudo isso ampliou nosso universo. Hoje estamos com conteúdos em VOD sendo distribuidos a 20 milhões de lares nos EUA. No ano que vem serão 50 milhões", disse Jeffrey Bewkes, CEO da Time Warner. Ele lembrou que o acesso a conteúdos hoje é tão simples que se ele não estiver disponível, será pirateado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.