Para Abinee, setor ganha com política industrial

Para a indústria eletro-eletrônica e de comunicação, a nova política industrial anunciada nesta segunda-feira, 12, no Rio de Janeiro, toca em duas questões sensíveis para o setor: a desoneração da folha de pagamento das empresas exportadoras de software e a possibilidade de se beneficiar da Lei de Inovação, além da Lei de Informática. "A Receita Federal entendeu que o benefício – redução do IPI dos produtos – é repassado ao cliente", explica Humberto Barbato, presidente da Abinee, entidade que reúne a indústria elétrica, eletrônica e de comunicações.
Segundo Barbato, a desoneração da folha de pagamento das empresas exportadores de software é um avanço importante embora a entidade tenha pedido a inclusão de todas as empresas desenvolvedoras de sistemas. "Uma conseqüência positiva dessa medida é que muitas companhias vão avaliar a abertura de centros de desenvolvimento de software locais", diz Barbato.
Outra questão importante, segundo o presidente da entidade, é a abertura de financiamento do BNDES que prevê R$ 9 bilhões em recursos a taxas de 7% ao ano e prazo de oito anos de carência.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.