Marta recua e diz que Vale Cultura não valerá para TV paga

A ministra da Cultura Marta Suplicy disse nesta terça, dia 12, em São Paulo, que voltou atrás na ideia de abrir a possibilidade de que o benefício do Vale Cultura pudesse ser usado para a contratação de serviços de TV por assinatura. A ministra disse que recuou depois de ouvir representantes do setor cultural, que se manifestaram contra a ideia. Originalmente, a proposta de que o Vale Cultura (um benefício que funcionará como um vale alimentação, mas com subsídio governamental significativo) fosse aberto também para  aTV paga partiu da própria Marta e foi tornada pública em reportagem do jornal O Globo. O Vale Cultura terá valor de R$ 50, sendo 90% bancado pelo governo e o restante pela empresa ou pelo empregado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.