UIT terá grupo de trabalho para pesquisa em redes autônomas

Agência da ONU para a área de telecom, a União Internacional de Telecomunicações (UIT) está montando um grupo de trabalho voltado para pesquisas e "pré-padronização" em torno das chamadas redes autônomas.

Classificado como "exploratório", o trabalho da comissão será liderado pelo engenheiro de pesquisa da Rakuten Mobile, Leon Wong, mas está aberto para novos ingressos de membros da indústria. A intenção é criar uma "plataforma aberta para a colaboração de padronização" no tema emergente.

Segundo a UIT, as redes autônomas são aquelas capazes de controlar o seu comportamento por conta própria, visando ganhos de eficiência. "Redes autônomas teriam propriedades 'próprias', como a capacidade de se monitorar, operar, recuperar, curar, proteger, otimizar e se reconfigurar", explicou o órgão.

Notícias relacionadas

Complexidade

A entidade avalia que a inovação trará uma complexidade adicional significativa, incluindo na integração com redes 5G e gerações futuras. A expectativa é que inteligência artificial e o aprendizado de máquina (machine learning) desempenhem papéis fundamentais no modelo, especialmente em funções que excedam capacidades humanas e processos automatizados predefinidos.

"A inovação para redes autônomas exige uma evolução que seja viável técnica e economicamente. Os padrões da ITU têm uma longa história de permitir tal evolução", afirmou o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao. O grupo para estudos em redes autônomas se reportará ao grupo de estudos 13 da UIT, voltado para nuvem e redes do futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.