Mudança cambial: FHC espera iniciativa conjunta do FMI e EUA

Um dos economistas mais próximos e respeitados pelo presidente Fernando Henrique Cardoso acredita que, antes de tomar qualquer iniciativa de mudança na política cambial, FHC ainda espera por uma iniciativa conjunta do FMI e do governo norte-americano em favor da credibilidade do ajuste fiscal. "É ainda possível que o FMI adiante mais uma parcela do total da ajuda prometida para tranqüilizar investidores externos", diz a fonte, observando que os ataques mais fortes contra o real vêm dos próprios brasileiros com recursos no exterior.

Deixe seu comentário