Oi estende prazo para acionistas exercerem direitos de preferência no aumento de capital

Foto: Bruno do Amaral
O conselho de administração da Oi decidiu adiar o encerramento do prazo para exercício dos direitos de preferência relativos ao aumento de capital de R$ 4 bilhões. Em fato relevante divulgado nesta terça-feira, 11, a companhia informou que a data foi movida de 26 de dezembro para 4 de janeiro de 2019.

A Oi havia celebrado um aditivo ao contrato de compromisso que previa término automático para o dia 31 de dezembro. Como os compromissos dos investidores backstoppers estão sujeitos a "certas condições previstas" no contrato, a prorrogação permitirá a continuidade das negociações para obter "dispensas a quaisquer condições não satisfeitas, estender as datas limites de certos eventos de término e eliminar a condicionalidade remanescente no compromisso dos investidores backstoppers em favor de um aumento de capital com garantia de subscrição".

Por conta das discussões com esses investidores, o conselho da Oi se reuniu e aprovou a prorrogação do prazo em nove dias. Com essa extensão, as datas divulgadas no aviso aos acionistas do último dia 13 de novembro, inclusive a data de notificação com relação às alocações de sobras de ações não subscritas e o prazo para a integralização de tais sobras foram ajustadas. Os acionistas e titulares de American Depositary Shares (ADSs) que já exerceram seu direito de preferência e manifestaram interesse na subscrição sobras de ações não subscritas não precisarão tomar nenhuma medida adicional. Os demais termos e condições do aumento de capital permanecem inalterados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.