Oi espera poder efetuar migração para novo modelo ao final de 2022

Foto: Pixabay

A Oi ainda não arrisca estimar um valor total para o processo de arbitragem com a Anatel, mas estima que seria possível já efetuar a migração da concessão de telefonia fixa para autorização ao final de 2022. Isso vai depender, é claro, de todas as decisões regulatórias, mas a perspectiva é que a conclusão do levantamento feito pela agência com a consultoria internacional para o valor dos bens reversíveis e o próprio andamento da arbitragem da operadora e de outras concessionárias ao longo do ano que vem já possibilitem um horizonte mais claro para a operação.

Durante uma breve teleconferência de resultados financeiros do trimestre nesta quinta-feira, 11, o presidente da Oi, Rodrigo Abreu, reiterou que espera da arbitragem um saldo suficiente para que a empresa possa migrar para autorização sem custos e ainda haver sobras. "Esperamos vários bilhões de reais, mas vamos esperar o decorrer da arbitragem para poder ter um valor mais preciso", declarou ele. 

Ele lembra que o período para a arbitragem envolvendo concessões costuma ser longo, de 18 a 24 meses, mas que o processo tem tido um bom ritmo, sem atrasos da parte da Anatel ou do painel que fará a mediação. "Esperamos estar já em condições para ter decisões preliminares no final do ano que vem, e com mais seis meses, termos a conclusão final", declara.

Notícias relacionadas

Ou seja, a arbitragem deverá já ter análises preliminares que podem impactar diretamente o custo da migração proposta que a Oi "provavelmente terá" no fim de 2022. Mas Abreu ressalva que o ritmo do processo de migração na Anatel "não está indo muito rápido", e que há também outros processos de arbitragem de concessionárias como a Vivo ocorrendo em paralelo. Além disso, lembra, há a necessidade de análise no Tribunal de Contas da União, o que pode alongar o processo.

"Esperamos no final do ano ser razoável para fazer a migração, embora todo mundo esperasse que fosse mais rápido. Mas está indo [em sincronia] com a arbitragem", declarou o executivo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.