Grupo de credores da Oi renova acordo com Sawiris para elaborar plano alternativo

Foto: pixabay.com/pexels.com

O comitê diretivo dos detentores de bondholders da Oi estendeu acordo de colaboração mútua com o empresário egípcio Naguib Sawiris e suas empresas. Em comunicado nesta sexta, 11, o grupo ad hoc de credores considera que a extensão é resultado de "progressos significativos no desenvolvimento de um plano alternativo de recuperação e um plano operacional pós-recuperação judicial para a Oi e suas subsidiárias". Com esse segundo acordo, o grupo continuará trabalhando com Sawiris para apresentar o plano alternativo e o plano pós-RJ nos próximos 30 dias.

Sawiris afirmou em comunicado que continua acreditando nas perspectivas econômicas do Brasil, dizendo estar otimista com a "oportunidade diante de nós". Declara ainda estar satisfeito com o progresso feito no último mês. Otavio Guazzelli, da consultoria financeira dos bondholders, Moelis & Company, disse que a extensão do acordo é um "passo importante, juntamente com nossas contínuas consultas em outras partes relevantes, permitindo a continuidade do desenvolvimento de um plano de recuperação abrangente, que conseguirá o apoio dos credores da Oi".

O posicionamento dos credores continua contra o atual plano de RJ, dizendo que "inapropriadamente favorece os atuais acionistas da companhia em detrimento de seus credores". O Comitê Diretivo acredita ainda que o plano apresentado pela Oi "não alcançará o apoio dos diversos credores, colocando em risco a continuidade da empresa". Afirma ainda que a companhia estaria se recusando a negociar com os bondholders, e que não prestou, até o momento, informações solicitadas há 45 dias.

Além da Moelis & Company, os credores contam com assessores Clearly Gottlieb Steen e Hamilton LLP como escritório de advocacia internacional, e o Pinheiro Neto Advogados como escritório de advocacia brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.