Nokia anuncia o Lumia 1020 com câmera de 41 megapixels

Após uma série de vazamentos de imagens e informações nas últimas semanas, o evento da Nokia na manhã desta quinta-feira, 11, em Nova York, serviu basicamente para confirmar tudo o que já se sabia do Lumia 1020. O novo smartphone topo de linha da companhia é uma junção das últimas conquistas técnicas em hardware da fabricante finlandesa na área da fotografia empacotadas em um device semelhante aos últimos modelos Lumia. O ponto principal, é claro, é a câmera PureView com seis lentes e a segunda geração do sensor de 41 megapixels com estabilização ótica de imagem. E ele chega até o final do ano compatível com o 4G brasileiro.

À primeira vista, a câmera não parece tão diferente do Nokia PureView 808, lançado em 2012, mas conta com algumas evoluções. A empresa coloca seis lentes da Carl Zeiss embutidas no 1020, permitindo maior sensibilidade mesmo em condições de pouca luz. Combinada com o estabilizador ótico (também redesenhado, com esferas que compensam os desníveis na movimentação), o componente promete ameaçar de vez as câmeras digitais comuns, que já perdem popularidade para smartphones, ainda que os telefones não contem com a mesma qualidade de imagens. Até mesmo o design da traseira do Lumia lembra o de uma câmera tradicional.

O exagero do sensor de 41 megapixels pode ser utilizado para aplicar zoom digital de 6x sem perda de definição em detalhes da foto principal. O mesmo recurso, por sinal, está aplicado à função de gravação de vídeos. A empresa também aposta em um gravador de áudio de alta densidade, capaz de capturar até mesmo volumes altos demais sem distorção.

Mas um dos truques principais está na captura dupla, que cria simultaneamente uma foto de 38 megapixels "lossless" com resolução de 7712 x 5360 e outra de 5 megapixels, que condensa sete megapixels em um ponto de alta resolução. O resultado da tecnologia oversampling é que a imagem consegue conter muito mais detalhes do que uma foto de 5 megapixels comum, pelo menos de acordo com a Nokia. "Isso faz com que se tenha o máximo de detalhes teoricamente possível, além de ficar mais fácil de compartilhar", explicou o CEO da Nokia, Stephen Elop, na apresentação do produto.

O aplicativo de câmera também foi melhorado, agora contendo configurações manuais de exposição e foco. Com isso, o usuário consegue mudar com maior sutileza o foco da captura, bem como realizar fotos com superexposição. A Nokia garante que o Lumia 1020 consegue realizar boas imagens mesmo em ambientes com pouca luz, mas o mesmo flash xenon do modelo 920 está novamente presente para garantir registros no escuro.

Configuração

O Lumia 1020 conta com tela de 4,5 polegadas AMOLED com resolução de 1280 x 768 pixels e tecnologia de resistência Gorilla Glass 3. O processador é um Snapdragon dualcore de 1,5 GHz da Qualcomm e o aparelho tem ainda armazenamento de 32 GB (além de 7 GB grátis na nuvem do serviço SkyDrive) e 2 GB de RAM. A bateria de 2000 mAh pode ser recarregada sem fio com acessório vendido à parte, uma capinha traseira que adiciona 1200 mAh e conta com versão para melhor apoio anatômico na hora de tirar fotos.

O Lumia 1020 ainda tem uma câmera frontal de 1,2 megapixels e gravação de vídeo em HD com lente grande angular para chamadas em vídeo. Além disso, as conexões HSPA+ e LTE (compatível com a frequência de 2,5 GHz no Brasil e com a de 700 MHz dos Estados Unidos na operadora AT&T) estão garantidas, bem como a conectividade NFC. O aparelho será comercializado nas cores amarela, preta e branca.

Sistema

Pouco se falou disso, mas o smartphone conta também com a última versão do Windows Phone 8, assim como os modelos 820 e 920. De novo para o sistema operacional apenas um kit de desenvolvimento de software (SDK) para personalização de imagens, que promete adicionar características da tecnologia PureView às APIs abertas para uso em aplicativos. Dessa forma, desenvolvedores podem adicionar ferramentas de realidade aumentada – a Nokia exibiu como exemplo os apps da CNN, Yelp e Foursquare. Além disso, o app agregador de notícias Flipboard foi anunciado para o sistema da Microsoft.

Distribuição

O Lumia 1020 chega já no dia 26 de julho no mercado norte-americano, europeu e na China, saindo por US$ 299,99 com contrato na AT&T. A Nokia Brasil confirmou que deverá lançar o aparelho no último trimestre de 2013, sem prometer a disponibilidade de todas as cores. Elop anunciou ainda uma parceria com a Telefónica para um modelo exclusivo para alguns mercados europeus e latino-americanos, mas se recusou a dar mais detalhes. "Não queremos estragar a surpresa deles, a Telefónica fará um anúncio formal sobre isso", disse o CEO da fabricante finlandesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.