Telefônica diz que mudanças no WLL vêm em momento inoportuno

Na opinião da Telefônica, a agência propôs alteração das faixas reservadas ao WLL em momento inoportuno, quando as empresas de telecomunicações passam por período de dificuldades financeiras. Em seu caso específico, a concessionária lembra que, com o objetivo de conseguir novas licenças de telefonia fixa, utilizou-se da tecnologia WLL para antecipar as metas de universalização. A Telefônica faz críticas às mudanças, alegando que a consulta pública não traz informações importantes, como prazo para a migração, e não determina quem arcará com estes custos. Segundo fornecedores ouvidos pela tele, as alterações não poderão ser feitas em menos de 12 meses. Quantos aos custos das modificações que terão que ser feitas nos equipamentos, a Telefônica estima que em seu caso específico, deverão ser de aproximadamente 50% do valor inicialmente empregado na implantação do sistema. Por fim, a empresa lembra que com a diminuição da extensão da faixa, alguns assinantes terão que ser desconectados ou ter o serviço interrompido, o que causará impacto na percepção da qualidade do atendimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.