Capacidade de resolução de problemas é o desafio da banda larga fixa

Foto: pixabay.com

A capacidade de resolução dos problemas é um dos itens com pior avaliação nos serviços de telecomunicações. Especificamente em relação à banda larga fixa, no ano de 2018, o item teve nota 6,02 na pesquisa de qualidade percebida pelo usuário divulgada pela Anatel nesta segunda-feira, 11. O item de Cobrança, com nota 7,04, foi o melhor avaliado pelo usuário.

Em uma avaliação geral, o serviço de resolução dos problemas avançou entre 2017 e 2018 com notas variando entre e 6,23 e 6,43 no período, em um universo que varia entre zero e 10. Nos demais itens, as notas divulgadas pela agência são: Oferta e contratação, com 6,49; Funcionamento, com 6,40; Canais de atendimento, com 6,83; Atendimento telefônico, com 6,18; e Reparo e instalação, com 7,00.

Entre as operadoras, a pesquisa indica que a Copel teve o melhor desempenho, com nota 8,35; Brisanet teve nota 7,89. Além delas, a Unifique registrou 7,64; Cabo Telecom, 7,45; TIM, 7,24; Multiplay, ficou com 7,17; Algar, 6,89; Sercomtel, 6,83; Vivo, 6,48; Net, 6,62; Hughes, 6,19; Oi, 5,88; e Sky, com 5,87.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.