PEC dos Fundos: relator pode apresentar novo relatório após ouvir especialistas

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Nas audiências públicas sobre a PEC dos Fundos, que aconteceram nesta terça-feira, 11, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), foi possível observar que a extinção dos Fundos proposta pelo texto da PEC se mostra complexa e pode fazer com que o relator da proposta, senador Otto Alencar (PSD-BA), apresente um novo relatório para apreciação da Comissão.

Alencar ouviu atentamente a todos os convidados das duas audiências. A este noticiário, disse que vai conversar com os líderes dos partidos e depois avaliará se apresenta um novo relatório ou se mantém o já apresentado. "Quero conversar com todo mundo. Só depois vejo se faço ou não um novo texto", disse. Perguntado se a data da votação do seu relatório está confirmada para o dia 19 de fevereiro, conforme anúncio feito pela presidente da Comissão senadora Simone Tebet (MDB-MS), Alencar disse que não confirma a votação. "Tudo vai depender das conversas que forem feitas". O relatório de Otto Alencar está na pauta da reunião da comissão que acontecerá nesta quarta-feira, 12. Qualquer senador pode fazer um pedido de vista nesta reunião.

Na audiência que aconteceu pela parte da tarde, o senador da Bahia disse que sua leitura de desvincular as receitas vem pela sua experiência no poder executivo baiano. "Fui do Executivo e sei o que é ter problemas de gestão com receitas vinculadas. Você tem o dinheiro, mas no fundo não o tem", disse. Alencar também reforçou que seu relatório é fruto do seu juízo sobre a matéria e não é para atender demanda do governo.

O senador Paulo Paim (PT-RS), que presidiu a audiência que aconteceu pela parte da tarde, disse que a data de 19 de fevereiro para votação do relatório pode não ser concretizada, porque é possível ainda pedido de vista do relatório e apresentação de voto em separado sobre as divergências na matéria. "Eu acho que os fundos da Cultura, como o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), serão objetos de votos em separado. Isso coloca o prazo para votação para depois do carnaval", disse o senador do Rio Grande do Sul.

A CCJ realizou duas audiências públicas com representantes de vários setores para trazer contribuições sobre os fundos, suas finalidades, o que representa a extinção de determinado fundo para as políticas setoriais. Otto Alencar avaliou como positivas as duas audiências públicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.