Ipea sugere que governo use participação na Oi para estimular indústria nacional

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) considera necessário que o governo tome medidas para estimular o capital nacional em setores estratégicos como é o caso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). A edição no ano passado da medida provisória 495/2010, que privilegia a compra de tecnologias e serviçcos desenvolvidas no Brasil, foi considerada pelo instituto um importante passo neste sentido, embora, na avaliação do órgão (que é ligado à presidência da República), outras medidas também poderiam ser tomadas.
João Maria de Oliveira, técnico de planejamento de pesquisa do Ipea, acredita que o governo poderia usar sua participação na Oi, a maior empresa de telecomunicações do Brasil, para fomentar a indústria nacional de equipamentos para telecomunicações, assim como foi feito, em outros países como consequência do processo de privatização. "A Portugal Telecom, que tem uma participação menor que a brasileira (na Oi), tem mais influência nas decisões tecnológicas", constata o pesquisador.
O Ipea lançou nesta terça-feira, 11, um estudo intitulado "Panorama da Comunicação e das Telecomunicações no Brasil" – projeto que traz um amplo panorama da evolução desses setores com o objetivo de subsidiar o governo federal em sua política de aumentar a inclusão social e digital.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.