TIM procura capacitar profissionais de olho nos clientes pós-pagos

A TIM inaugurou nesta segunda-feira, 10, em São Paulo, a primeira unidade do projeto Loja Escola, que visa capacitar profissionalmente atendentes e funcionários das lojas da operadora utilizando centros de treinamento que simulam o ambiente real dos estabelecimentos. O investimento de R$ 1 milhão foi distribuído nas sete praças de treinamento que, além da capital paulista, conta com centros em Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, Recife, Belém e Porto Alegre.

"Toda a parte de atendimento é replicada dentro do ambiente de nossas unidades regionais, com objetivo de conseguir de forma mais prática evoluir o aprendizado de todos que trabalham dentro da loja", explica o diretor de canal de lojas próprias da TIM Brasil, Rivo Soares. Além de capacitar novos consultores e funcionários das revendas parceiras, a ideia é passar todos os dois mil colaboradores de lojas próprias da empresa por treinamentos periódicos nas unidades. "Também vamos focar o benefício para vendas de nossos parceiros e aprimorar a curva de aprendizado desses atendentes."

Boa parte da estratégia é para conseguir atrair o consumidor pós-pago. Segundo Soares, esse cliente precisa ser abordado de forma diferente. "De certa forma, o consumidor pós-pago acaba exigindo mais da qualidade de atendimento, pois entende de uma forma melhor (os dispositivos). Essa loja é preparada para isso", explica. No estabelecimento e nos centros não há balcão com handsets, mas uma mesa na qual o consultor conversa com o cliente, identificando qual o melhor plano ou aparelho. Esse layout é completamente replicado nos centros de treinamento.

Outro benefício da Loja Escola, diz Soares, é poder treinar de forma prática a interação com os sistemas internos dos pontos de venda. "O colaborador sai cada vez mais pronto e por meio de um modelo dinâmico. Isso é um modelo de treinamento que não existe em nenhuma outra operadora", garante. Ele ressalta ainda que a média de consultores de vendas é jovem e, por isso, o padrão de treinamento mais dinâmico ganha mais importância.

Prevendo 134 lojas abertas e R$ 50 milhões investidos até 2012, a TIM afirma ter aumentado 70% de sua rede de lojas próprias em relação ao ano passado. A meta da operadora agora é abrir mais 30 lojas no próximo ano, embora Rivo Soares não revele o montante de investimento que a empresa deverá direcionar para esse fim. "A TIM está buscando melhorar nosso compromisso de atendimento com qualidade", desconversa o executivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.