Movimento pede banda larga de 10 Mbps em escolas públicas

Parceria entre entidades sociais lançou nesta segunda, 10, uma campanha exigindo Internet de 10 Mbps em toda a rede pública de ensino no País. A iniciativa, que destaca a importância da infraestrutura de acesso à banda larga e do estabelecimento de velocidade mínima para as escolas, é realizada pela Fundação Lemann e Instituto Inspirare em parceria com o Instituto de Tecnologia & Sociedade (ITS) e a rede de mobilização Nossas Cidades. A ideia é cobrar do Governo Federal a assinatura, até o final deste ano, de um compromisso formal para que se adote a meta já em 2016.

O movimento cita dados do Censo Escolar de 2013 com 190.706 escolas que revela que 58% (pouco mais de 110 mil) delas tinham acesso à Internet, caindo para 48% (91,5 mil) levando em consideração acesso à banda larga. De acordo com a associação de operadoras de telecomunicações Telebrasil, mais de 66 mil instituições públicas de ensino fundamental e médio estavam conectadas com banda larga gratuita pelo programa Banda Larga nas Escolas em junho. Segundo a pesquisa TIC Educação do CETIC.br em 2013, 19% das escolas públicas brasileiras contavam com conexão acima de 2 Mbps.

A iniciativa lançou o site internetnaescola.org onde é possível checar a velocidade de conexão, enviar e-mail para a Presidência da República pedindo a assinatura do compromisso público e compartilhar informações por redes sociais.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.