TV móvel ainda não encontrou modelo ideal

A TV móvel ainda não encontrou um modelo ideal. Essa foi a conclusão de alguns palestrantes em debate na manhã desta quarta-feira, 10, na ABTA 2011. O CTO da Motorola Mobility, Geoff Romàn, disse que tem conhecimento de poucos casos bem-sucedidos de transmissão broadcast, mas sempre em torno de um evento de valor, como Jogos Olímpicos ou Copa do Mundo. Ele observou que nos Estados Unidos, o consumo de vídeos no celular é alto pela navegação na web, mas os usuários geralmente buscam os conteúdos desejados.
O diretor de produtos da Net Serviços, Márcio Carvalho, disse que a operadora está experimentando dois modelos de TV móvel, com transmissão broadcast e sob demanda. "Ainda não temos muitas respostas. É um modelo de negócio a ser construído e temos que saber qual é a aderência", disse o executivo. De acordo com o diretor de operações e tecnologia da Algar Telecom, Luís Andrade Lima, a empresa também não tem experiências concretas para compartilhar. "Acho que a tendência é que plataformas móveis e tablets sejam complementares", observou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.