Primeiros tablets nacionais estarão no mercado em setembro

O consumidor brasileiro poderá adquirir os primeiros tablets produzidos com o incentivo fiscal da Lei do Bem a partir de setembro. A afirmação foi feita pelo ministro da Ciência Tecnologia e Inovação, Aloízio Mercadante. A estimativa do ministro é que para o Natal diversas marcas já estejam disponíveis para o consumidor.
Segundo ele, ao todo são 15 empresas que solicitaram o benefício e 9 já estão "praticamente liberadas". Os planos do ministério são estender a abrangência da lei para outras áreas consideradas estratégicas, como celulares e televisores. Os tablets que gozam dos benefícios da Lei do Bem devem ter pelo menos 20% de conteúdo nacional no primeiro ano e, em três anos, chegar a 80%.
Semicondutores

Notícias relacionadas
O Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação também trabalha para atrair a indústria de semicondutores para o Brasil, através de incentivos fiscais. "Teremos incentivos agressivos para atrair as empresas de semicondutores", afirma ele. Esses incentivos estão previstos no Padis (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores), que deverá sair nos próximos dias, segundo o ministro. "Queremos colocar o Brasil no seleto grupo de sete países que produzem semicondutores e no grupo dos quatro que produzem displays", afirma ele.
Hoje o Brasil já faz o encapsulamento dos semicondutores, mas a ideia é que o design também seja local. Segundo o ministro, o Ceitec deve começar a produção de semicondutores em outubro e em "um ano, um ano e meio já aprendemos a fazer".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.