Publicidade
Início Teletime Minicom pode determinar obrigatoriedade do Ginga por portaria

Minicom pode determinar obrigatoriedade do Ginga por portaria

Insatisfeito com a baixa adoção do Ginga, o middleware brasileiro da TV digital, o ministro Paulo Bernardo revelou que o Minicom poderá obrigar os fabricantes de TV a adotarem o sistema através de uma portaria. A decisão ainda não está tomada, visto que o Minicom ainda receberá as contribuições do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação sobre o assunto. Segundo Bernardo, ainda não se sabe se haverá a criação de um Processo Produtivo Básico (PPB) para o Ginga.
Desde que o Ginga foi criado sua adoção tanto pelos fabricantes de equipamentos quanto pelas emissoras de ainda não aconteceu de forma massiva. Pelas contas da indústria, haveria pouco mais de 1 milhão de aparelhos com o middleware embarcado.
Há quem acredite que o Brasil perdeu a janela de oportunidade para incluir interatividade na TV digital. Isso porque, enquanto a adoção do Ginga patina, cresce a passos largos a penetração das TVs conectadas. Esses dispositivos têm acesso à internet e sistemas operacionais próprios, que permitem ao usuário acessar as principais aplicações da web (redes sociais, You Tube e outras) pela tela da TV.

Notícias relacionadas

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile