TCO consegue diminuir o "problema Splice"

A Tele Centro Oeste Celular teve êxito na comunicação simultânea que fez ao mercado de bons resultados trimestrais com a preocupante renovação de empréstimo de R$ 470 milhões a sua controladora Splice.
Tanto que nesta quarta-feira, 10, em meio a uma nova jornada de queda da Bolsa de Valores de São Paulo, o papel voltou a subir. Depois de uma valorização de 5,57% na segunda, fechou a R$ 3,70, com mais uma alta de 2,78%.
É bem possível, porém, que a renovação do "investimento" na Splice já tivesse sido exageradamente precificada, pois vale lembrar que as ações da TCO haviam caído mais de 30% no ano – 10 pontos mais que o Ibovespa. No raciocínio de alguns analistas ouvidos por TELETIME News, o fato de apenas renovar a aplicação em bônus da controladora, mantendo a mesma exposição, já é positivo. "A dívida é impagável, mas o controlador poderá vender a sua participação a um bom preço, liquidando os compromissos", diz o chefe de pesquisa de um banco espanhol.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.