Oi vai eliminar sobreposição entre bens da V.tal e da concessão de telefonia fixa

Foto: Stefan Kuhn/Pixabay

Após concluir a venda do controle da V.tal para fundos do BTG Pactual, a Oi pretende eliminar, nos próximos 18 meses, parte das sobreposições entre bens da empresa de fibra óptica e aqueles utilizados na concessão de telefonia fixa (STFC).

O prazo foi informado pelo CEO da operadora, Rodrigo Abreu, durante call sobre o negócio nesta sexta-feira, 10. A etapa é um dos próximos passos pós-fechamento da operação.

"A Oi permanece como acionista da V.tal, em uma condição que permite a transferência de alguns bens parcialmente reversíveis sem [necessidade de] nenhuma aprovação prévia específica", afirmou Abreu. "Muitas das redes ainda suportam parte do tráfego da telefonia fixa, em particular com uma pequena parte da capacidade de fibra usada para fornecer capacidade à Oi, e que foi transferida para a V.tal".

Notícias relacionadas

Com o cenário, a V.tal e a Globenet (empresa de cabos submarinos do BTG que participa da operação) vão tomar as medidas de compliance relacionadas aos ativos, inclusive inventário do que permanece reversível (incluindo bens reversíveis atuais ou futuros). Os trabalhos devem acompanhar a discussão sobre o futuro da concessão de STFC da Oi, que pode ou não ser migrada para um novo regime de autorizações ao término do contrato.

1 COMENTÁRIO

  1. Oi é a melhor já fiz o teste com outras operadoras .Tim. vivo claro e elas não conseguem ter o alcance desejado em cobertura de rede cobram além do contratado nunca tive isso com a operadora oi e não abro mão da minha escolha esperando que continue assim nunca me deixa na mão em nenhum momento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.