Apple restringe acesso de terceiros a dados analíticos gerados por iAd

A área de mobile advertising é o novo campo de batalha entre Apple e Google. Nesta guerra, o mais recente conflito diz respeito à plataforma de mobile advertising da Apple, a iAd, que funcionará na nova versão do iPhone, assim como no iPad e no iPod Touch. A plataforma restringe o acesso de terceiros a dados analíticos de mobile advertising. Segundo os termos do contrato da iAd, esses dados só podem ser compartilhados com provedores "independentes" de publicidade móvel. A Apple classifica como "independente" qualquer provedor que não pertença a um desenvolvedor ou fabricante de terminais móveis ou sistemas operacionais concorrente. Em outras palavras, a AdMob, empresa adquirida pela Google e que gerencia uma das maiores plataformas de mobile advertising do mundo, não poderia usar dados analíticos sobre os cliques em seus anúncios via iAd.
Segundo o site Rethink Wireless (www.rethink-wireless.com), a restrição reduz significativamente o valor dos anúncios, pois quanto mais se conhece sobre os assinantes e seu perfil de uso, melhor se pode segmentar a propaganda. A decisão da Apple é um duro golpe para a AdMob, considerando que no mês de Abril mais de um terço das impressões de anúncios da empresa foram registradas em iPhones, iPads e iPods Touch.
Segundo Rethink, O CEO da AdMob, Omar Hamoui, disse que "se a Apple seguir à risca o que está escrito, isso impediria desenvolvedores de aplicativos de usar a AdMob ou as soluções de mobile advertising da Google no iPhone". Com isso, cresce a especulação de que a Apple será interpelada judicialmente porque tal restrição feriria as leis antitruste norte-americanas.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.