Copel e Sercomtel investirão R$ 195 mi para levar fibra à região de Londrina

Cidade de Londrina (PR). Foto: Prefeitura de Londrina

Após anúncio em outubro visando aproveitar a sinergia entre a Copel Telecom e a Sercomtel, o fundo Bordeaux, que as controla, detalhou mais a estratégia para Londrina nesta quinta-feira, 9. Além da cidade paranaense, outras 14 da região serão contempladas com uma rede 100% de fibra óptica com novos serviços do grupo

A companhia do empresário Nelson Tanure já está iniciando a cobertura de fibra em alguns bairros de Londrina, mas o cronograma prevê que todas as cidades estejam atendidas até setembro de 2022. Para tanto, a Copel instalará uma rede óptica de 3 mil quilômetros, com investimento de R$ 195 milhões

Da parte da Sercomtel, que é concessionária de telefonia fixa e tinha participação da prefeitura de Londrina, haverá cobertura de fibra para uma base de 572 mil pessoas. Nas demais regiões, são mais 691 mil pessoas. O número de conexões de fato deverá ser de 465 mil, dos quais 46% somente em Londrina. 

Notícias relacionadas

Em comunicado, o diretor-presidente da Copel Telecom, Wendell Oliveira, destacou a sinergia da infraestrutura da companhia com o atendimento da Sercomtel. Vale destacar que a estratégia das operadoras detidas pelo fundo Bordeaux é de obter sinergias com a segmentação industrial: a Sercomtel ficará responsável pelo portfólio de serviços, ofertas e atendimento, atuando como uma espécie de "ServCo" – ao passo que a Copel Telecom ocuparia o papel de "InfraCo", fornecendo a infraestrutura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.