Teles rearranjam blocos de 26 GHz após acordo mediado pela Anatel

Além da escolha de compromissos adicionais, a sessão pública da Anatel sobre o leilão do 5G realizada nesta terça-feira, 9, também foi palco de um acordo mediado pela agência que permitiu o rearranjo das faixas de 26 GHz entre as vencedoras do leilão.

A alocação dos blocos em ordem diferente da estabelecida na licitação não afetou valores ofertados pelos ativos e buscou a formação de lotes contíguos, com consequente ganho de eficiência técnica, de acordo com a Anatel.

No desenho final, os três blocos nacionais de 200 MHz da Vivo devem ser posicionados entre o espectro de 24,3 GHz e 24,9 GHz, deixando um espaço de dois blocos até a capacidade também nacional da Claro (que ficará entre 25,3 GHz e 25,7 GHz).

Notícias relacionadas

O espectro da TIM vai de 26,1 GHz a 26,3 GHz (nacional) e 26,3-26,7 GHz (regionais). Já em São Paulo, a Neko/Surf Telecom ficará com o 25,9 GHz a 26,1 GHz, contíguos aos da TIM. "A Neko solicitou a posição devido à limitação técnica de fornecedor", explicou o superintendente de outorga e recursos à prestação da Anatel, Vinicius Caram. O 1 GHz em capacidade regional da Algar fecha a faixa (26,5-27,5 GHz).

Segundo o superintendente de planejamento e regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali, além da maior eficiência técnica dos blocos reunidos (importante para o sincronismo em operações TDD), o arranjo também facilita eventual alocação futura da capacidade agora intercalada entre as atuais prestadoras – seja para um novo entrante ou para as próprias grandes teles.

Mediação

Esta foi uma das razões que levaram a Anatel a mediar um acordo para o rearranjo após uma primeira proposta apresentada pela Claro ser rechaçada. Liderado por Nilo Pasquali e por Vinícius Caram, o diálogo com as prestadoras envolveu até mesmo o comando da Telefónica (controladora da Vivo) na Espanha, que deu sinal verde para a realocação após uma resistência inicial.

As informações foram relatadas pelo presidente da Comissão Especial de Licitação (CEL) da Anatel, Abraão Balbino, em coletiva de imprensa nesta terça-feira. Segundo ele, com o sucesso do acordo, a agência mantém o cronograma de realizar a adjudicação do espectro ainda nesta quarta-feira, 10.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.