Assembleia de credores da Oi é adiada para 7 de dezembro

A Assembleia-Geral de Credores da Oi, que deveria acontecer nesta sexta-feira, 10, foi adiada para o dia 7 de dezembro, em primeira convocação e para 1º de fevereiro de 2018, em segunda convocação. A decisão foi do juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial da Capital, responsável pelo processo de recuperação judicial da empresa, em despacho publicado nesta quinta-feira, 9.

A prorrogação da data foi depois confirmada pela própria Oi em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A companhia declara que a AGC do dia 7 de dezembro deverá ser realizada às 11h, em primeira convocação, e podendo continuar até o dia seguinte se for necessário. A segunda convocação, em fevereiro do ano que vem, também poderá continuar no dia seguinte caso seja preciso.

O pedido de adiamento foi feito por credores da empresa, entre eles bancos públicos. "Os fatos narrados nos autos demonstram ser, no mínimo, não recomendável a realização da AGC na data de amanhã" – informa o juiz em seu despacho.

Para o presidente da Anatel, Juarez Quadros, o adiamento garante uma análise mais cuidadosa do Plan Support Agreement (PSA), entregue pelo conselho de Administração da Oi. Parte dos documentos foram enviados nesta quinta-feira, por exigência da agência.

 

Antes da decisão, o juiz Fernando Viana esteve em Brasília e se reuniu com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, que lidera o grupo de trabalho criado para propor solução das dívidas da companhia com órgãos públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.