Telecom Italia registra queda de 41% no lucro acumulado do ano

Apesar de um desempenho positivo dos braços brasileiro e argentino, a Telecom Italia, controladora da TIM Brasil, passou por grandes dificuldades no terceiro trimestre do ano. Segundo o relatório financeiro referente ao período divulgado pela companhia nesta sexta-feira, 9, a receita e o EBITDA apresentaram resultados não tão satisfatórios, mas nada foi tão dramático quanto o recuo do lucro registrado em 2012 até o momento.

Notícias relacionadas
No terceiro trimestre, a Telecom Italia teve lucro de 785 milhões de euros, queda de 14,6% (ou 115 milhões de euros) em relação ao período de julho a setembro de 2011. O lucro dos três trimestres de 2012 juntos somaram 2,245 bilhão de euros, queda acentuada de 41% (921 milhões de euros) em relação ao mesmo período de 2011.

Mesmo com o desempenho ligeiramente positivo do Brasil e da Argentina, a companhia observou uma performance fraca. A receita consolidada foi de 7,628 bilhões de euros, queda de 3,3% (ou 248 milhões de euros) em relação ao terceiro trimestre do ano passado. No acumulado do ano, a receita total da Telecom Italia foi de 22,061 bilhões de euros, apenas 2 milhões de euros a mais – ou seja, praticamente estagnado – em relação ao período de janeiro a setembro de 2011.

O EBITDA consolidado do 3T12 ficou em 3,001 bilhões de euros, queda de 5,7% (ou 180 milhões de euros) em relação ao 3T11 atribuída à unidade de negócios italiana. A margem no período foi de 41,3%, queda de 1%. No acúmulo de nove meses, o EBITDA totalizou 8,860 bilhões de euros, queda de 3% (277 milhões de euros) em relação ao ano passado, com margem caindo 1,2 ponto percentual e finalizando setembro com 40,2%.

O Capex do acumulado do ano ficou em 3,380 bilhões de euros, crescimento de 6% ou 190 milhões de euros, basicamente graças ao crescimento de 159 milhões de euros da TIM Brasil advindos da expansão da infraestrutura de rede da operadora no País. Na Itália, o Capex caiu 22 milhões de euros – segundo a empresa, por conta do "declínio da demanda por entrega de atividades em novas instalações como resultado de uma desaceleração e diminuição de acordos de negócio para acessos fixos".

De fato, a receita total dos acessos fixos no mercado italiano caiu 4% (398 milhões de euros) no acúmulo de nove meses, totalizando 9,604 bilhões de euros em setembro. Mas a receita de acessos móveis também caiu, até mais no comparativo: 6,2% (326 milhões de euros), totalizando 4,960 bilhões no acumulado de janeiro a setembro deste ano.

A Telecom Italia espera que o ano fiscal de 2012 tenha receita e EBITDA basicamente sem mudanças em relação a 2011. “O ano de 2012 continua a sofrer por tensões de recessão no mercado doméstico e pelo desaquecimento econômico nos países latino-americanos. Apesar dos fatores adversos, o grupo continua a perseguir suas metas de aumentar receitas e preservar lucros", afirmou o diretor da companhia, Franco Bernabè, em comunicado.

Brasil

A receita dos nove primeiros meses do ano no Brasil foi de 5,595 milhões de euros, crescimento de apenas 3,9% (200 milhões de euros) em relação a 2011. A receita da TIM Brasil é responsável por 25,4% do total da Telecom Italia, perdendo apenas para o mercado doméstico italiano (com 57,6% de participação).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.