Global Crossing amplia faturamento e reduz prejuízos

A Global Crossing anunciou os resultados financeiros do terceiro de 2006. Nesse período o faturamento consolidado cresceu seqüencialmente em US$ 5 milhões sobre o segundo trimestre para US$ 466 milhões. O Ebitda ajustado foi de US$ 7 milhões, se comparado ao prejuízo de US$ 17 milhões no segundo trimestre de 2006. O prejuízo consolidado aplicável aos acionistas ordinários foi de US$ 51 milhões, comparados a um prejuízo de US$ 77 milhões no segundo trimestre deste ano.
Os custos de faturamento, que inclui custos de acesso; propriedade técnica, rede e operações; manutenção de terceiros; e custos de vendas de equipamentos, foi de US$ 381 milhões no terceiro trimestre, uma queda de US$ 12 milhões ou 3% comparados aos US$ 393 milhões no segundo trimestre de 2006. Os custos de acesso representaram US$ 275 milhões dos custos de faturamento da Global Crossing durante o terceiro trimestre, um declínio de US$ 11 milhões ou 4% se comparado ao trimestre anterior, quando os custos com despesas de acesso alcançaram US$ 286 milhões. Os custos de vendas, gerais e administrativos foram de US$ 78 milhões no perído ante US$ 85 milhões no trimestre anterior.

Notícias relacionadas
Recentemente a Global Crossing anunciou a aquisição da Fibernet Group, empresa sediada no Reino Unido, além da Impsat Fiber Networks, na América Latina. A aquisição da Impsat deverá gerar US$ 270 milhões em faturamento anual e US$ 70 milhões em Ebitda ajustado, depois da integração, o que inclui o impacto de sinergias de despesas líquidas antecipadas de mais de US$ 10 milhões por ano. A integração deverá levar cerca de 12 a 18 meses a partir do fechamento da transação prevista para o primeiro trimestre de 2007.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.