IPTV da Vivo deve chegar a 15 cidades em 2013; serviço OTT será anunciado até novembro

A Telefônica/Vivo deve expandir a oferta de serviços IPTV para até cerca de 15 cidades no ano que vem. Pelo menos essa é a quantidade de áreas de atuação indicadas pela Telefônica no pedido de adaptação de suas licenças de TV por assinatura para o Serviço de Acesso Condicionado (SeAC). Segundo Roberto de la Piazza, diretor de TV e fibra da empresa, o orçamento para o próximo ano ainda está sendo definido, mas a expectativa é de que haja um esforço muito grande de expansão da TV paga nessa tecnologia ao longo de 2013, bem como a expansão da rede de fibra.

Notícias relacionadas
Outro anúncio importante esperado para as próximas seis semanas é o serviço over-the-top (OTT) de conteúdos da Vivo, que permitirá o consumo de conteúdos de vídeo sobre todas as plataformas. O serviço deve ser lançado inicialmente em parcerias com LG e Samsung para TVs conectadas e com um aplicativo Android para smartphones e tablets. No ano que vem, o serviço OTT ganha versão para iOS e para o sistema operacional móvel da Microsoft. Segundo Piazza, a expectativa é que o serviço tenha dois modelos de comercialização: por transação e por assinatura fixa por mês, mas sempre na forma de conteúdo on-demand, como o Netflix. A Vivo aponta como desafios para esse modelo o custo dos conteúdos e o risco de que a Ancine cobre R$ 3 mil como taxa de Condecine por título.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.