FCC desburocratiza instalação de small cells para acelerar 5G

5G logo GSMA

Em mais uma ação para impulsionar os Estados Unidos na corrida pelo desenvolvimento do futuro padrão 5G, a agência reguladora Federal Communications Comission (FCC) assinou na segunda-feira, 8, um acordo com entidades norte-americanas de defesa do patrimônio histórico para facilitar a implantação de infraestrutura. O documento, assinado pelo escritório de telecomunicações móveis da FCC, o conselho de preservação histórica (ACHP) e a conferência nacional de oficiais de preservação histórica (NCSHPO), elimina a necessidade de revisão de impacto arquitetônico na instalação de pequenos equipamentos como small cells e sistemas de antenas distribuídas (DAS). Com isso, as operadoras ganham agilidade na implantação da rede e reduzem custos.

Em comunicado, o chairman da FCC, Tom Wheeler, voltou a declarar que a 5G é uma "prioridade nacional" para o governo dos EUA e que a implantação de small cells será primordial para a próxima geração de redes móveis. Isso porque a tecnologia exigirá não apenas frequências mais altas (e com menor alcance), mas backhaul de alta capacidade. Daí a necessidade de infraestruturas mais densas e de menor escala em ambientes urbanos, como as próprias small cells e os DAS.

A medida da FCC em parceria com instituições de patrimônio histórico nos Estados Unidos é importante também porque deverá influenciar outros países em um futuro processo colaborativo entre agências reguladoras com administrações municipais para adequar a legislação local em relação à instalação de mais antenas nas cidades. A padronização em 2020 deverá recomendar a infraestrutura com alta densidade de small cells para atender à demanda com frequências altas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.