Anatel quer os contratos de interconexão internacional e roaming das teles

Em resposta às denúncias de espionagem que a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos faria sobre as comunicações brasileiras, o presidente da Anatel, João Rezende, disse que serão solicitados os contratos de roaming e de interconexão internacional que as operadoras que atuam no Brasil têm com as teles norte-americanas.

Na última segunda, 8, a Anatel informou em nota que daria início a um processo de investigação para apurar se as empresas brasileiras têm participação na quebra do sigilo das comunicações realizada pelos Estados Unidos.

Em relação ao fato de que os equipamentos que são vendidos nos EUA terem funcionalidades de backdoor, que permitem o acesso remoto pelos órgão de segurança norte-americanos, caminho mais provável para a interceptação denunciada pelo O Globo no domingo, a Anatel ainda não sabe o que fazer.

Rezende disse que não sabe se, de fato, esses equipamentos realmente possuem essa funcionalidade. Além disso, eles são homologados pela Anatel e uma ação que mire nesse problema deveria passar por outros órgãos e não apenas a Anatel. "Estamos pensando (no que fazer)", resumiu ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.