Decreto confirma que extinção de conselhos não afeta MCTIC

Conforme foi antecipado por algumas autoridades, a extinção de conselhos definida pelo Governo Federal por meio do decreto 9.759/2019 publicado em abril não afetou os órgãos vinculados ao setor de Ciência e Tecnologia. De fato, o novo decreto 9.784/2019 publicado na última terça-feira, 7, extingue 55 colegiados, entre eles alguns instituídos em 2003 para discutir o padrão que o Brasil iria adotar no Sistema de TV Digital, e que não tinham mais atividade, como o Comitê de Desenvolvimento do Sistema Brasileiro de Televisão Digital, Comitê Consultivo do Sistema Brasileiro de Televisão Digital e o Grupo Gestor do Sistema Brasileiro de Televisão Digital.

O outro órgão extinto foi o Comitê Gestor do Programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, que foi instituído em 2009, para promover o Sistema Brasileiro de TV Digital. No entanto, tinha em sua composição somente representantes do governo.

Confirmando o que havia afirmado o representante da Casa Civil, Antônio José Barreto de Araújo, o Comitê Gestor da Internet (CGI.br) escapou da tesoura. O secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Júlio Semeghini, também havia dito que a medida não traria impactos, uma vez que a Câmara de Internet das Coisas, por exemplo, também não está na lista dos órgãos extintos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.