Lucro da Telecom Italia avança 10,5% no primeiro trimestre

A Telecom Italia alcançou lucro líquido consolidado de 606 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, parcialmente apoiada nos resultados financeiros das subsidiárias TIM no Brasil e Argentina. Na comparação com igual período do ano passado, o lucro da companhia avançou 10,4%, enquanto a receita cresceu 4,5% no mesmo intervalo, para 7,39 bilhões de euros.

Notícias relacionadas
O balanço contábil do grupo, divulgado nesta quarta-feira 9, também retrata que a receita bruta da companhia brasileira (de 1,928 bilhões de euros) representa 26% das receitas totais do conglomerado. A Argentina gerou receitas de 901 milhões de euros, enquanto no mercado interno (Itália), alcançaram a marca de 4,486 bilhões de euros.

A geração de caixa medida pelo EBITDA foi de 2,963 bilhões de euros nos três primeiros meses deste ano, alta de 1,2% na comparação anual. O presidente da companhia italiana, Franco Bernabé, afirmou em teleconferência que o crescimento apresentado pela Telecom Italia entre janeiro e março deve-se à recuperação do mercado interno, e “à contribuição positiva dos negócios internacionais”.

Ele ressaltou também que nos primeiros três meses de 2012 a TIM Brasil recebeu 234 milhões de euros em investimentos, praticamente o dobro do volume aportado no País primeiro trimestre do ano anterior. Neste período, a operação italiana recebeu com 589 milhões de euros, redução de 121 milhões de euros na comparação anual com o mesmo intervalo de 2011, mas ainda a maior fatia dos 954 milhões de euros destinados a CAPEX no período.

Por sua vez, as dívidas da holding tiveram uma redução de 310 milhões de euros. Segundo Bernabé, esse movimento está em linha com os prognósticos da empresa. A Telecom Italia informou também que dará início à venda de suas atividades em mídia, começando pela unidade de televisão Telecom Italia Media. A iniciativa pode ajudar a companhia a reduzir seu endividamento.

Dados operacionais

No Brasil a TIM encerrou o trimestre com 67,2 milhões de clientes, crescimento de 4,9% se consolidando na segunda posição no mercado local, com market share de 26,80%. A receita média por usuário (ARPU) superou os R$ 19 no período.

Já na operação argentina, a empresa tinha ao final do primeiro trimestre 4,1 milhões de linhas fixas e 1,566 milhão de acessos em banda larga fixa. Na telefonia móvel, eram 18,5 milhões de linhas ativas em 31 de março deste ano. Destas, 32% habilitadas na modalidade contratos pós-pago. O ARPU móvel naquele país encerrou o trimestre em de 54,9 pesos, em grande parte atribuído a Serviços de Valor Adicionado (SVAs) e Internet móvel, impulsionada pelo crescimento no uso de smartphones.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.