Publicidade
Início Teletime Jet testará WiMAX no segundo semestre

Jet testará WiMAX no segundo semestre

A operadora de TV por assinatura Jet (Acom) testará WiMAX em pelo menos três cidades no começo do segundo semestre: Natal, Maceió e Santos. A empresa, cujas licenças cobrem hoje 52 municípios do Brasil, oferece TV por assinatura e banda larga sobre uma rede MMDS em 2,5 GHz. O problema é que o protocolo DOCSIS aplicado nas redes de cabo e MMDS limita o crescimento da companhia. Esta é a principal motivação para testar o WiMAX. "DOCSIS é bom para cabo, mas nem tanto para transmissão sem fio. Essa tecnologia não suporta um crescimento contínuo. WiMAX é mais adequado para o nosso espectro", explica o superintendente da Jet, Carlos Barreiros. Segundo o executivo, a empresa está conversando com quatro fornecedores de equipamentos WiMAX. "Desses quatro, testaremos dois e escolheremos um", afirmou. A operação comercial da Jet em WiMAX deve começar somente em 2009. A prioridade estará nas cidades onde a operadora tem maior volume de clientes de banda larga.

Metas

A Jet tem 40 mil assinantes de TV por assinatura e 20 mil de banda larga. Recentemente, começou a oferecer também telefonia fixa em Santos, em parceria com a Tellfree. No segundo semestre, o pacote triple play deve chegar também às demais praças onde a empresa atua.

Notícias relacionadas
No fim deste ano, Barreiros espera que a Jet alcance a marca de 110 mil unidades geradoras de receita (soma dos assinantes dos três serviços). E a meta é atingir 500 mil em 2014. Do ponto de vista financeiro, a empresa tem como objetivo conseguir um Ebitda positivo a partir do ano que vem.

Aquisições

Barreiros informa que a Jet está analisando oportunidades de adquirir outras empresas do setor. O executivo diz que há conversas em andamento, mas prefere não revelar os nomes por enquanto. "No momento somos compradores. Procuramos empresas com operações sinérgicas à nossa", limita-se a dizer.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile