Em cidades menores, ISPs detêm mais de 65% do mercado de banda larga

O Relatório de acompanhamento da banda larga fixa (SCM) em 2019 publicado nesta semana pela Anatel revelou novos dados sobre a capilaridade dos provedores regionais de Internet (ISPs) em cidades de menor porte. Ao fim do ano passado, 65,8% dos contratos do serviço em municípios com até 20 mil habitantes eram prestados por empresas com tal perfil.

Ao fim de 2019, os ISPs se tornaram a principal força da banda larga brasileira, com 31,1% dos contratos do serviço (cerca de 10,2 milhões). Nas cidades com população entre 5 mil e 20 mil habitantes, contudo, a dominância é ainda maior: 65,4%. Dos 8 milhões de acessos ativos no agrupamento de municípios (que reúnem mais de 96 milhões de pessoas), 5,2 milhões pertencem aos ISPs.

Notícias relacionadas

Em cidades ainda menores, com população de até 5 mil, a presença dos provedores regionais salta para 74,9%: eram 249,7 mil contratos ao fim de 2019, frente um total de 333,4 mil entre todas as prestadoras. Tais municípios reúnem aproximadamente 4,2 milhões de pessoas.

No caso dos municípios com população entre 20 mil e 50 mil, 40,6% do mercado é detido pelos ISPs (ou 1,7 milhão de contratos), enquanto no cluster de 50 mil a 100 mil, a presença é de 25,8% (pouco mais de 1 milhão de clientes).

Já em centros com mais de 100 mil habitantes, a participação de mercado da categoria cai para 12,1%, que ainda representam 1,9 milhão de contratos.

Regiões

Em 2019, as empresas de menor porte registraram as maiores taxas de crescimento em todas as regiões do País, com destaque no Nordeste, onde houve salto de 15,8% nos acessos em um ano. Com 2,2 milhões de acessos, as prestadoras de pequeno porte (ou PPPs) concentravam 49% do market share na região.

Na região Sul, a participação de mercado da categoria ficou em 39,1% ao fim do ano passado; no Norte, 26,4%; e no Centro-Oeste, 18,9%. Já no Sudeste, as PPPs detinham 25,8% do share, ou cerca de 4,7 milhões de acessos na região mais populosa do País. Detalhes das informações do Relatório de acompanhamento da Anatel podem ser acessados aqui.

Players

Ao fim do ano passado, a Algar despontava como principal prestadora de pequeno porte do País, com 614,9 mil contratos, seguida pela Brisanet, com 351,4 mil. Copel Telecom (276 mil), Sumicity (193,3 mil), Desktop (135,8 mil), Unifique (128,5 mil) e Cabo (127,1 mil) completam a lista de principais players do segmento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.