Revisão do PGO não pode ser casuística, diz Lima

O presidente da Vivo, Roberto Lima, deixou claro que não vê problemas em uma eventual fusão entre Oi e Brasil Telecom. ?É natural que haja consolidação. Não podemos dizer que não é legítimo?, afirmou. Mas em seguida acrescentou que a revisão da regulamentação não pode ser feita de forma casuística para atender apenas aos interessados na fusão das duas concessionárias. ?A revisão tem que ser em vários outros aspectos?, afirmou, sem, contudo, sugerir o que mais poderia ser alterado. Lima esteve nesta quarta-feira, 9, em Belo Horizonte, para apresentar os planos da Vivo para Minas Gerais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.