Claro quer levar fibra para 3 milhões de novos lares em 2022

Controladora da Claro, a mexicana América Móvil projetou a construção de 3 milhões de casas conectadas (HPs) com fibra óptica no Brasil ao longo de 2022. A estratégia mira a retomada do crescimento da empresa no mercado de banda larga fixa.

A meta foi revelada nesta quarta-feira, 9, durante conferência sobre os resultados do quatro trimestre de 2021 e do consolidado do ano. "Fizemos dois milhões de HPs com fibra em 2021 e vamos fazer três milhões neste ano. Com mais cobertura, nós vamos crescer na banda larga", afirmou o CEO da América Móvil, Daniel Hajj.

Ao fim de 2021, a Claro somava 3,2 milhões de HPs em 168 cidades. Diretor de operações fixas da controladora mexicana, Oscar Von Hauske notou que a fibra está sendo implementada em todos os municípios em que a operadora ingressa. Em paralelo, a convergência com serviços móveis e pacotes de 1 Gbps também fazem parte da estratégia de retomada do crescimento.

Notícias relacionadas

A Claro é líder no mercado de banda larga brasileiro, mas perdeu mais de 100 mil acessos em 2021. Durante a conferência, Daniel Hajj classificou o segmento como altamente competitivo e marcado pela entrada constante de novos entrantes, mas também destacou o melhor resultado em anos da empresa brasileira no segmento corporativo.

Móvel

O crescimento contínuo da Claro na telefonia móvel pós-paga também foi destacado pela América Móvil. Por outro lado, a empresa notou que o pré-pago no Brasil não tem tido desempenho tão bom quanto no México, muito por conta da desaceleração da economia nacional no ano passado.

Em paralelo, Daniel Hajj traçou um cenário otimista sobre a disponibilidade de aparelhos, com possível normalização da crise dos componentes na segunda metade do ano. "As coisas estão melhorando. É diferente, pois o fornecimento para aparelhos de alto custo é bom, enquanto o intermediário e baixo custo enfrentam maior escassez. No segundo semestre, isso deve estar normalizado".

No Brasil, a receita da Claro com a venda de aparelhos despencou 19,4% no quarto trimestre, para R$ 393 milhões. No acumulado do ano, a queda foi de 3,1%, para R$ 1,248 bilhão.

Torres

Por último, a América Móvil também projetou para o segundo trimestre a conclusão do spin-off das torres da empresa em uma nova companhia. Nos diferentes países onde o grupo atua, os ativos já estão segregados, mas o fechamento e a distribuição de ações da nova torreira dependem da aprovação de autoridades mexicanas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Acabei de encerrar os contratos que eu tinha na "escuro", isso mesmo, nada de Claro, um ano de sofrimento nesse operadora enganadora

  2. Com relação aos serviços técnicos administrado pela claro mesmo são excelentes profissional excelente gestão, já as prestadoras de serviços que fazem os serviços técnicos da Claro são triste pagam uma mixaria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.