Anatel mantém uso de sistemas analógicos para serviços de utilidade pública

As entidades públicas e privadas que prestam serviço de utilidade pública na faixa entre 148 MHz a 174 MHz poderão utilizar sistemas analógicos até 2042. A decisão foi aprovada por unanimidade nesta quinta-feira, 9, pelo Conselho Diretor da Anatel.

Até então, a nova canalização da frequência previa o uso só de sistemas digitais, que garantem maior eficiência ao espectro. Entretanto, órgãos de segurança pública e defesa civil, empresas de saneamento, energia e gás, metroviárias e ferroviárias, bem como o serviço de atendimento médico de urgência (Samu) pediram a prorrogação do uso de sistemas analógicos, que ainda têm utilidade e em função do alto custo de digitalização.

O regulamento, relatado pelo conselheiro Otávio Rodrigues, prevê ainda canais exclusivo para o Samu; de preferência, porém compartilhado, para empresas de energia elétrica, gás, metroferroviárias e de saneamento. Antecipa ainda a subdivisão de canais para aplicação em telemetria, como usa a Petrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.